29.11.11

Morte

O cadaver na beira da calçada olhou pra mim
Olhos baços, vendo o infinito

Ele parecia tão tranquilo
Tão dormindo
Encolhidinho
Escondidinho
Camuflado na parede cinza

Nunca mais vai voar
Mas, pelo menos,
Ele agora está livre.

Nenhum comentário:

Compartilhe!