20.11.10

Momento diarinho: NOT MYSELF TONIGHT (or LAST night, whatever)

Nada de tequila, nada de me sentir tão bem assim, nada de beijar todas as meninas ou meninos. Ainda assim, chamem um médico, e rápido: acho que eu enlouqueci de vez. Definitivamente, não fui eu mesma à noite passada, mesmo que o resto da noite não tenha absolutamente nada a ver com a música que entitula o post e geralmente serve de paralelo com minha vida.

Uma das coisas que me incomodava nessa relação é que ela cada vez mais parecia fundamentada naquilo que a gente sempre fez de melhor juntos, e eu não me refiro às piadas muito muito ruins. Não consigo me lembrar de uma única situação, desde o fatídico dia do terraço há trocentos anos, em que estivéssemos juntos no mesmo ambiente e não estivéssemos JUNTOS.

E essa noite eu consegui controlar meu instinto de me jogar. Não só porque resolvi ser uma pessoa decente pra variar um pouco, embora isso tenha ajudado, mas porque estava mais do que disposta a encarar isso não como sair com um ex-talvez-futuro-whatever-peguete, mas com um amigo de quem gosto bastante e os amigos dele. E, sabe? Isso serviu para me fazer chegar à conclusão de que passei dessa fase tão física, porque foi a noite mais divertida (vou evitar a palavra "prazerosa" nesse contexto porque, bom, isso não seria verdade) que passei em companhia dele since, I dunno, EVER.

Mas que dormir de conchinha só como amigos foi difícil pra caralho pra mim, talvez pela primeira vez na vida, AH ISSO FOI.

Nenhum comentário:

Compartilhe!