20.9.10

Amor de Recreio*

A sua pele é neve; a minha incandesce.
As mãos espalmam-se, e do toque sai vapor.
Ronrono, suave;
Você sorri e expira.

Sob as árvores e o sol do fim da tarde
Me perco, e o momento passou.

Um abraço, um até logo
E várias promessas não feitas.
Sorrio de volta.
Amanhã, nada vai mudar.

Sabe? No final, talvez eu prefira assim.





* Título-piada-interna. Do tipo que só quem segue a mim ou a @ana_flaming no twitter vai entender.

Nenhum comentário:

Compartilhe!